sábado, 4 de outubro de 2008

A Resposta Imediata


Alguém aí se lembra sobre o que foi meu último post, mesmo?
Minha insatisfação em ter mania de sempre checar o local de treino, né?

Eu havia resolvido que iria maneirar nessa preocupação toda com o obstáculo, e que ia parar de ser neurótico quanto as falhas estruturais deles... NEM VOU MAIS!

Agora a pouco sai pra treinar nas ruas, sem local pré-definido, e depois de uns 50 minutos encontrei um local legal pra fazer subidas de muro. E lembra que eu falei que tinha medo de subir o muro e a borda dele soltar?

Em meus quase 3 anos de parkour, eu estava acostumado a dizer com orgulho que nunca havia me machucado... agora não posso mais.

Chequei as paredes de 1 por uma, inclusive dei tapinhas, forçei...
DA PRÓXIMA VEZ EU DOU UMA MARRETADA NAQUELA PESTE!

O muro tinha 2 metros e quando apoiei o peso do meu corpo nele, um bloco de concreto de cerca de uns 7 quilos cedeu e caiu junto comigo. Tudo foi muito rápido, e eu não consigo determinar o que de fato aconteceu durante a queda.

Já no chão, eu tinha o bloco (era bem grandinho) em cima de minha perna esquerda. Tirei e percebi que ela estava dormente. Fiquei aliviado porque conseguia mexer os dedos e o tornozelo, então não houve fratura. Daí a minha calça começou a empapar de sangue.

Comprimi o ferimento sem olhar, mas o sangue continuava a escorrer. Umas pessoas na rua vieram me dar socorro e eu pedi um pano pra estancar o sangue. Cortei uma camisa e dei um nó no local machucado.

O socorro chegou e eu fui pro hospital.

O rasgo foi de aproximadamente 3 cm, mas com profundidade pra deixar o osso a amostra e romper as pestes dos vasos que não paravam de sangrar.

Estou com 3 pontos na canela, um hematoma roxo pouco abaixo do tendão de Aquiles e uma verdadeira laranja no tornozelo. Nem consigo caminhar. mimimi.

Sou bem macho pra dor e mantenho a calma em situações assim.
Minha preocupação maior, no entanto, era (e ainda é) o Encontro Baiano de Parkour. Estava escalado pra ministrar um workshop com os meninos e ainda não sei o que vou fazer. Vou de todo jeito, mas boa parte da diversão já está comprometida.

Pois é... mais um aprendizado...
E se antes eu me achava neurótico com segurança: HAUAHUHUAUAUHAHUHUAUAHUHAHUA!

"MACACO VELHO NÃO METE MÃO EM CUMBUCA!"

7 comentários:

Jean disse...

Qual a diferença de um loiro gaucho gato pra um nordestino orelhudo?

Gaabriel disse...

auhsahushashuuh
começei a rir logo no começo quando percebi q voce tinha se machucado por nao checar direito algum obstáculo uasuhuhasuha

ahn, eu citei o seu post "o novo treino" no meu blog, fiz as devidas referencias, espero q nao se importe, foi mal por nao avisar =D

Uwadahell disse...

DA PRÓXIMA VEZ EU DOU UMA MARRETADA NAQUELA PESTE!

AHUAUHHUAUAUUHAAHUHUAHUAHUHUA
AHUAHUUAHHUAHUAHUHUAHUAHUHUAHUA

melhoras ai, orebudo do meu S2
a cicatrização da canela é um inferno!
demora horrores !!
mas logo mais a dor passa,
só a marca deve ficar por meses e meses =/

sei disso por experiencia própria,
nas quedas de sk8 ... ehehehe

Anônimo disse...

Hoje em dia eu sou "Neurótico" com lugares de treino. Uma vez eu quase fiz um Wall Run em um muro com rachaduras, quase fui!, não havia percebido a gravidade,mas um parceiro de treino me deu um toque antes do acaso acontecesse.Daquele dia em diante eu checo bem antes.

Mas melhoras aí irmaum, logo logo você vai tá 100% e o encontro vai ser supimpa. Flws.

Christian disse...

"o destino é inexorável" , seja lá oq isso signifique
hahahaha
melhoras =]

Rachacuca disse...

Taporra..

fico na torcida pra um recuperação rápida.

Abç.
B.

Alan_pksm disse...

oO
O muro quebrou com todos esses teus 48 kg?